ESTE É UM ESPAÇO RESERVADO PARA TODOS QUE NÃO SE CONFORMAM E NÃO SE VENDERAM A ESTA ABOMINÇÃO ECLESIÁSTICA FAJUTA QUE ANDAM TRANSMITINDO EM TELEVISÕES, RÁDIOS E PÚLPITOS E CHAMANDO ERRONEAMENTE DE "EVANGELHO".

NOSSOS POSTS RECENTES

Pesquisa personalizada

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O QUE A IGREJA FALA SOBRE: Álcool, palavrão e música secular e O QUE A PALAVRA DE DEUS DIZ SOBRE ISSO:


Pois é, pois é. O ano começou e o diário do Pastor continua. Dilemas, experiências e MINHA FILHA QUE VAI NASCER!!!! UHUUUUU!!!!

Mas delírios paternais á parte. Quero compartilhar com vocês a grande batalha que estamos passando aqui em nossa congregação. Batalha travada contra um monstro que devora mais da metade das igrejas evangélicas do Brasil. Senhoras e senhores, com vocês o MONSTRO DA RELIGIÃO!

Em tempos de BIG BROTHERS e DESFILES DE ESCOLAS DE SAMBA os crentes ainda estão preocupados com sua "tradição" e coisas que "eu ouví falar desde que era pequeno".
Veja só que coisa. O Pastor está sendo literalmente "caçado". E porque motivo? Simples: por dizer a verdade. Ainda bem que isso é bíblico.

A última foi a de alguns irmãos em nossa congregação que literalmente nos "sabatinaram" em busca de "retratações" por ensinos "profanos" que passamos aos seus queridos filhos. Ensinos esses que, na verdade, eram dúvidas que muitos jovens tinham, mas que nunca tiveram coragem de perguntar aos seus pais, ou tiveram respostas tão absurdas e sem fundamento que nem sequer levaram em consideração.

O assunto colocado em pauta nesses ensinamentos? Você vai até sentir vergonha de tão bobos e ultrapassados. Coisas que qualquer cristão que lê a bíblia já está careca de saber:

BEBIDA ALCOÓLICA PODE?
E PALAVRÃO, PODE? E O QUE É?
MÚSICA "MUNDANA"? PODE?

Acho que pelo que vcs me conhecem já sabem quais foram as respostas (totalmente respaldadas na bíblia ), né?
E foi aí que o "AUÊ" começou.

E você? O que pensa sobre esses assuntos? O que você aprendeu? O que a bíblia diz ou o que a igreja impõe?
Sua opinião será muito importante. Preciso muito dela até para suportar.
Fala aí:


Paz.
O Pastor, ouvindo "Pais e filhos" neste momento....


26 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Posso falarrrrrrrrrrrrr?!

    O Rodrigo Muniz fala ou não falammmmmmmmmmmmm?!

    ResponderExcluir
  3. a palavra de Deus diz que não DEVEMOS nos embriagar com as coisas desse mundo mas sim no ESPIRITO SANTO SIM EMBRIAGAS ! MAS A PALAVRA DE DEUS NÃO DIZ QUE SOMOS PROIBIDOS DE BEBE QUALQUER BEBIDA SE O PRÓPRIO JESUS TRASFORMOU A AGUA EM VINHO E NÃO DUVIDO NADA QUE JESUS TOMOU LA SEU GOLES MAS ELE NÃO SE EMBRIAGOU MAS SIM FESTEJOU NO ESPIRITO SANTO !

    A PALAVRA DE DEUS TAMBEM DIZ QUE NÃO SAIA DE NÓS NENHUMA PALAVRA TORPE VOCE SABE O QUE SIGNIFICA PALAVRA ( TORPE ) ? É EU SEII KKK.

    PALAVRA TORPE VEM DE Impudico, desonesto ,
    Infame, vergonhoso. e ai Deus disse alguma coisa de palavrão ??

    é mas é claro que voce não vai sair chigando as pessoas

    musica não pode porque não se até o gospel vem com mensagem subliminares . Eu sou cristã e eu OUÇO musica mundana mas é claro que eu proucuro saber o GêNERO DA MUSICA !! E ACHO QUE QUEM NÃO QUER TER TRABALHO PARA PROUCURAR O GêNERO DA MUSICA É MELHOR QUE NEM OUÇA!

    EU JA TOMEI UM GOLE VINHO EU JA CHINGUEI que MERDA!! JA OUVI MUSICA MUNDANA
    MAS VOCES SABEM QUAL MEU VESICCULO CHAVE PARA EU SER LIVRE!!

    ''TODAS AS COISAS ME SÃO LICÍTAS MAS NEM TODAS ME CONVEM TODAS AS COISAS ME SÃO LICITAS MAS NÃO ME DEXAREI DOMINAR POR NENHUMA DELAS

    ACHO QUE A PALAVRA CHAVE É DOMINAR SE VOCE SEBE QUE TU SERAS DOMINADO POR ALGO ENTÃO MELHOR QUE NÃO FAÇA PORQUE AI SIM TU ESTARÁS PECANDO !!

    FIM bEIJÃO

    OBS: SOU UMA DAS QUE FAZIA PARTE DO GRUPO DE ENSINO

    ResponderExcluir
  4. Anonimo:

    Gostaria muito de ouvir (ler) o que o RODRIGO MUNIS tem pra falar.
    Acho suas opinioes bastante lucidas.
    Fui

    ResponderExcluir
  5. Pois é pessoas.
    Não se calem.
    Gostaria de saber todos os pontos de vista. Digo TODOS.
    PAz.

    ResponderExcluir
  6. Não quero me identificar, pois sou crente de uma igreja tradicional.
    Compartilho o mesmo sentimento da senhora Daniele.
    Como queria que meu pastor ensinasse a verdade aqui onde congrego.
    Só quero dizer aos hip´´ocritas de plantão:
    Olhem primeiro a trave nos olhos de voces.
    ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
  7. Queridos, sugiro um podcast para responder à questão. O que acham?

    ResponderExcluir
  8. Concordo em grau, gênero, número, pessoa, pretérito do futuro e futuro do pretérito, num ninho de mafagafos...

    ResponderExcluir
  9. me respondam uma coisa, pq escutar musica do mundo é pecado e ver filme, programa de televisão, peça de teatro do mundo não é pecado?

    ResponderExcluir
  10. Será que é pq não existe um mercado significativo lucrando em cima desse segmento? Sim, pq hj em dia é pecado até mesmo votar em candidato do mundo!

    ResponderExcluir
  11. Concordo!
    Por trás de toda essa coisa de "não ouça musica do mundo" existem homens sem escrúpulos que manipulam a massa ao seu bel prazer.
    Só os ignorantes e alienados não percebem isso. As grandes gravadoras são as que mais apoiam essa ideologia furreca.
    É uma hipocrisia sem tamanho.

    ResponderExcluir
  12. Pra termos uma idéia do que vem poraí:

    Beber - o que é? do que se trata?

    Música: do mundo?

    Palavrão: o que pode ser compreendido como "palavrão"? para quem se diz e qual a intenção?

    Em breve: PODCAST POLÊMICO!

    AGUARDEMMMMMMMMMMMMM!!!

    ResponderExcluir
  13. Filha de Deus:

    Estou escrevendo como anonima pois tenho um blog e sei que receberei muitas represalias pelo que vou dizer.

    Concordo que crente não deve ouvir musica do mundo é coisa nehuma. O nome já diz: do mundo e o mundo jaz no maligno.

    Agora, crente que fala palavrão? Tenha santa paciência. Onde vamos parar?

    Por último. Sempre ouví dizer que Jesus transformou o vinho em vinho não fermentado.
    como ele embriagaria outras pessoas?

    Vamos andar em santidade pessoal. Libedade não é desculpa para libertinagem.

    Fiquem na paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  14. Olá amados, tenho a honra de ser um dos colaboradores desse blog, embora ande um pouco distante e sem postar, mas retomarei meu lugar e continuarei a contribuir com este espaço ousado que não se intimida falar a verdade, mesmo sofrendo represalias dos legalistas, fariseus e falsos moralistas (não generalizando claro). Caro Humberto, concordo com aquilo é respaldado pela Palavra, Paulo considerava de maneira singular a cultura de seu povo e reprendeu a Pedro quando ele dissimulava com os incircuncisos, carta de gálatas trata assuntos relativos a liberdade cristã, e essa liberdade pode ser considerada para tratar tais temas.

    Que diz: o mundo jaz no maligno, ou não ameis o mundo nem o que neles há, não sabe diferenciar o que Cristo queria afirmar usando o vocabulo mundo. Mundo neste caso refere-se a sistema diabolico que opera nos filhos da desobediencia, não exatamente a cultura, cabe lembrar que Cristo não orou para que o Pai não nos tirasse do "MUNDO", mas nos livrasse do mal.

    Gente, tô sem tempo pra ler todos os comentarios agora, mas volto a essa discussão.

    E não me venham com essa de vinho fermentado ou não fermentado, onde especifica isso na Bíblia, ora se o proprio fruto da vide (a uva) já possui por si mesma certa fermentação é só perguntar a quem trabalha com isso.

    Eu sou contra o palavrrão, nunca chamei nem antes de me converter, porque acho de mau gosto, chulo, vulgar, mas não discrimino quem chama, e pior as vezes eu tenho que me controlar pra não chamar.

    Bem tô indo dormir, mas amanhã estou voltando aqui. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  15. Xi escrevi errado pra caramba, mas me corrigirei depois. Até mais galera!

    ResponderExcluir
  16. Essa questão do vinho fermentado é realmente bastante contraditória. A bíblia diz que Jesus transformou a água no vinho bom e não em "suco de uva". Nã se bebia "suco de uva" numa festa de casamento e sim vinho.
    Bom, Se alguém tem um contra argumento aguardo.

    ResponderExcluir
  17. Se for seguir pela lógica (lógica?) da irmã q disse que não se deve escutar música do mundo, só por que ela é do mundo, então não vou mais comer o pão da padaria, pois a padaria é do mundo! e o mundo jaz no malígno! ja pensou, comer o pão que o diabo amassou? Mas falando sério, devemos lembrar que estamos no mundo, mas não somos do mundo. Jesus andava com prostituta, com ladrão, e não se contaminava, pois maior é o que está com ele! A irmã que postou esse comentário não deve ter televisão em casa, né? Já que a programação não é pra glorificar o nome de Jesus.

    ResponderExcluir
  18. Então, antes de condenar o gosto dos outros, condene o seu próprio primeiro.

    ResponderExcluir
  19. Filha de Deus:

    Queridos.
    Vejo atraves desses comentarios que está faltando um pouco de coerencia aqui.
    Pare e pense:
    Voce beberia vinho se estivesse dentro da igreja? Ou tomaria uma latinha de cerveja na hora do culto?
    E palavrao. Voce conversaria com seu pastor falalndo palavrao?
    E nos cultos da sua igreja toca musica mundana?
    Se nao pode fazer na igreja ou na frente do seu pastor pq pode entao?
    Se vc faz uma coisa escondido boa coisa nao é.
    Respondedno ao irmao acima, tenho tv em casa sim, mas só assisto programas evangelicos e todo servo de Deus deve ter bom gosto, vc é q precisa se converter mais um pouquinho.
    A paz do Senhor,

    ResponderExcluir
  20. Olha, eu já ví um certo pastor cantar a música "é preciso saber viver" num culto jovem.
    E ainda pregou em cima disso biblicamente. E agora?
    O vídeo está no Youtube.

    ResponderExcluir
  21. É pecado beber vinho?

    .Sou abstêmio convicto, motivado especialmente por caso de alcoolismo na família e por compreender o dano social causado pelo consumo de bebidas alcoólicas. Portanto, este texto não pretende ser uma apologia a nada, exceto talvez ao equilíbrio bíblico, tendo em conta a advertência: “Nada acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, que eu vos mando” (Dt 4:2). A obediência aos mandamentos começa por não ficar aquém nem ir além de onde a própria Bíblia vai.

    Fiz uma busca rápida por vinho no Novo Testamento e a encontrei em cerca de 30 versículos. Algumas palavras importantes são estudadas a seguir.

    Oinos

    Esta palavra aparece 33 vezes em 25 versículos (em alguns versículos ocorre repetidamente), e é traduzida “vinho” em todas as ocorrências pela Revista e Atualizada. Que vinho [oinos] contém álcool fica claro na seguinte passagem: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5:18). A Septuaginta usa oinos para traduzir os hebraicos yayin, chemer, ieqev, sove, asis, shekar, shemer e tirosh, indistintamente.

    Quanto ao vinho usado na última ceia, não é dito de que tipo era, visto que a palavra vinho não ocorre nesse contexto. De qualquer forma, as igrejas apostólicas celebravam a ceia com vinho inebriante, pois é dito que “ao comerdes, cada um toma, antecipadamente, a sua própria ceia; e há quem tenha fome, ao passo que há também quem se embriague” 1Co 11:21. Note que em suas repreensões à forma desordenada na qual a igreja corintiana celebrava a ceia do Senhor, Paulo não inclui o tipo de vinho utilizado.

    Interessante notar, também, que Jesus foi acusado de bebedor de vinhos [oinopotes]:“Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizeis: Eis aí um glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores!” (Lc 7:34). Em uma passagem da primeira epístola de Pedro, bebedices é tradução de um termo derivado de oinos[oinophlugia]: “Porque basta o tempo decorrido para terdes executado a vontade dos gentios, tendo andado em dissoluções, concupiscências, borracheiras, orgias, bebedices e em detestáveis idolatrias” 1Pe 4:3

    A conclusão é de que o termo mais comumente traduzido vinho no Novo Testamento refere-se a uma bebida capaz de causar embriaguez se consumida em grande quantidade. É possível que o vinho feito por Jesus em Caná e o utilizado na última ceia fossem do mesmo tipo consumido comumente pelos judeus de seus dias, que bebido puro e em grande quantidade era embriagante. No caso da ceia em Corinto, é-nos permitido concluir que a mesmo continha álcool, pois ninguém se embriaga com suco de uva.

    ResponderExcluir
  22. Gleukos

    Em Atos 2:13 a Revista e Corrigida traduz gleukos como mosto, um suco doce de uva espremida: “Outros, porém, zombando, diziam: Estão embriagados!” (At 2:13.) Tecnicamente, mosto é o vinho ainda não totalmente fermentado. De qualquer forma, deveria ser embriagante, visto que a Revista e Atualizada traduz “cheios de mosto” como “embriagados”. A própria expressão dos ouvintes requeria que eles estivessem alterados.

    Oxos

    Outra palavra traduzida por vinho é oxos: “deram-lhe a beber vinho com fel; mas ele, provando-o, não o quis beber” (Mt 27:34). Era uma mistura de vinho azedo ou vinagre e água que os soldados romanos estavam acostumados a beber. De fato, a palavra só ocorre nos Evangelhos e somente no episódio da crucificação de Jesus (Mt 27:34, 48; Mc 15:36; Lc 23:36; Jo 19:29-30), sendo traduzida mais comumente como vinagre. Logo, este seguramente não era o vinho utilizado na última ceia, na ceia do Senhor da igreja primitiva e nem mesmo o vinho consumido normalmente pelos judeus nos dias de Jesus.

    Sikera

    É uma palavra traduzida como bebida forte na única vez que ocorre: “Pois ele será grande diante do Senhor, não beberá vinho nem bebida forte e será cheio do Espírito Santo, já do ventre materno” (Lc 1:15). Não era vinho, mas uma bebida forte e intoxicante. Era um produto artificial, feito de uma mistura de ingredientes doces, derivados de grãos ou legumes, ou do suco de frutas (tâmara), ou de uma decocção do mel.

    Methe

    A palavra beberrão, bêbado, bebedices, etc. deriva de methe que significa embriaguez bebedeira, intoxicação: “Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais” (1Co 5:11. Ver ainda 1Co 6:10). Methe e seus derivados estão associados ao consumo excessivo de bebidas. E este excesso é claramente proibido nas Escrituras, como por exemplo Ef 5:18 onde a proibição não é quanto ao consumo de vinho [oinos], mas à embriaguez [methusko], pois como demonstrado acima, Jesus bebia vinho (Lc 7:34, citado acima), mas o irmão beberrão deveria ser evitado (1Co 5:11, citado acima). Não há uma proibição do tipo “não beberás vinho”. Parece que o ensino bíblico é mais no sentido da moderação. Por exemplo, nas descrições dos requisitos para os oficiais da igreja, a proibição é quanto ao excesso: “É necessário, portanto, que o bispo seja... não dado ao vinho”(1Tm 3:2-3), “semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam... não inclinados a muito vinho”“quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam... não escravizadas a muito vinho” (Tt 2:3).

    A proibição geral é quanto ao embriagar-se, não quanto ao consumo em si, feito com moderação. É neste sentido que temos advertências do tipo “não vos embriagueis com vinho” (Ef 5:18), “acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as conseqüências da... embriaguez” (Lc 21:34),“Andemos dignamente... não em orgias e bebedices” (Rm 13:13), pois “não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam” (Gl 5:21).

    Ao lado disso, há a recomendação do experiente Paulo ao jovem Timóteo para que este bebesse um pouco de vinho, devido a seus problemas de saúde. “Não continues a beber somente água; usa um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades” (1Tm 5:23) É interessante aqui observar duas coisas, a quantidade e a finalidade. Era para tomar “um pouco” de vinho e “por causa” de seus problemas gástricos, ou seja, com finalidade terapêutica.

    Concluindo, se alguém me perguntar o que eu acho sobre o crente beber com moderação, direi que o mesmo deve evitar, pelas razões que expressei na introdução. Mas se alguém me perguntar se a Bíblia proíbe ao crente beber de forma moderada, para ficar em paz com minha consciência, direi que não. Pois de fato ela não o faz. Ela proíbe a embriaguez, mas não o consumo moderado.

    Soli Deo Gloria

    Autor: Clovis Gonçalves
    Fonte: [ Cinco Solas ]
    Via: [ Web Evangelista ]
    .

    ResponderExcluir
  23. Sinceramente, eu não queria comentar até que fizessemos o podcast respondendo a todas essas perguntas, mas vejo que o assunto tem gerado muita controvérsia e, por conta disso, quero dar minha opinião, o que não adia a gravação do debate.

    Bom, o que estou percebendo por conta das diversas opiniões é que, de um lado, há um tipo de sentimento de zelo, que vem à tona quando são colocadas idéias um pouco mais liberais. Na maioria dos processos de formação de consciência houveram estes dois grupos: os conservadores e os liberais. Mas, é preciso primeiramente identificar o que estamos defendendo. Baseados em que apoiamos a nossa compreensão: na Bíblia, na tradição, em que?!
    Muito do zelo que vemos vem meramente da tradição criada afim de proteger o “rebanho”, seja por motivos válidos ou não, o que não vem ao caso. Não é uma atitude de todo ruim, mas em certos casos pode atrapalhar mais do que ajudar. Para citar um exemplo simples (me perdoem os que fazem isso, não os condeno), alguns irmãos nossos costumam dormir totalmente cobertos (e nesse caso me refiro a roupas) afim de que não sejam vistos nus pelos anjos que porventura os visitem durante a noite. É um zelo que, para mim, não tem muita utilidade, mas para quem pratica é algo necessário.

    E então, posso julgar esse(a) irmão(ã) por agir assim? Posso fazer juízo de valor? Aquele que come não condene aquele que na come, e vice-versa. Sugiro que você abandone de pronto todas aquelas atitudes que de alguma forma venha ferir a sua comunhão com Cristo. Mas antes é preciso entender que atitudes são essas, enxergá-las bem e aceitar sua perniciosidade.

    Entrar nos detalhes de cada ponto proposto: bebida , palavrão e música eu deixo para o podcast. Mas posso adiantar uma coisa: o que está por trás de toda a lei? (Não se assuste com o termo “lei”...rs). É o simples desejo do Pai de ter você junto a Ele. Ela serve para nos mostrar o quanto somos incapazes de corrigir-nos a nós mesmos, de nos conduzir a Cristo, e à sua Graça. A verdadeira intenção da lei não é a de que você seja justificado pelo cumprimento dela, mas de revelar que somos dependentes da misericórdia de Deus. Então, o que mais importa em tudo o que podemos entender como Palavra de Deus é que percebamos o que nos afasta dele e que abandonemos imediatamente para que nos acheguemos a ele.

    Eu perguntaria: “Jogar vídeo-game é pecado”? Creio que não. Mas a forma como você se comporta ao jogar e a quantidade de tempo que dedica a ele, em detrimento de um tempo em que poderia direcionar ao relacionamento com o Ungido podem transformar esta simples atividade numa atividade que te conduz ao pecado. Ela não é pecado em si, mas o “resultado da obra” acaba sendo. Compreende, então?
    Sendo assim, devemos pensar que certas atividades não são pecaminosas em si, mas o resultado de uma prática mal conduzida pode sim levar a um distanciamento do Pai. E é este o fator mais importante.

    Aguarde o podcast. Será D+!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  24. Podcast! Podcast!!!

    ResponderExcluir
  25. Nety Moraes (Igreja Evangélica Aliança com Deus)
    É muito bom saber sempre oque pensa nossos lideres,principalmente quando temos vidas jovens em pauta,pois que comanda os filhos são os pais abaixo de Deus,porem se vc tem um seguimento cristão vc espera outra atitude de lideres,sinceramente eu não conhecia esta parte da opinião de tal. Porem estarei revendo ,muito indignada fiquei na quarta feira quando entrei mesmo sem saber manusear direito no blog e ouvi,eu ouvi... relatos que por pena fui interrompida com a chegada do meu marido que não é convertido,e por este motivo tive que deixar de ouvir, saido para resolver coisas no decorrer do dia não pude ouvir. Mas retornei hoje e não encontrei o audio. Seria possivel o envio para que eu pudesse acabar de ouvir toooodaa a opinião com relação ao assunto. Pois muito me e
    interessa. Obrigado e fk na Paz de Jesu

    ResponderExcluir

PODE FALAR A VONTADE, DESDE QUE SEJA PARA EDIFICAÇÃO DO REINO: